Arquivo do mês: janeiro 2007

Quanto tempo o tempo tem?

Era um filme qualquer – provavelmente com atores renomados e muito conhecidos. Um deles, com feições orientais, disse o seguinte quando um outro lhe avisou que “não daria tempo”: O que é esse tempo, afinal? Os suíços o inventaram, os … Continuar lendo

Publicado em dos pequenos devaneios, la comedie des jours | 2 Comentários

Acho que é uma boa hora pra explicar mais ou menos as categorias para posts que já existem. Frutos de uma mente perturbada onde pululam incessantemente idéias e coisas criativas sem sentido algum. dos pequenos devaneios: estórias, histórias… tudo um … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | 2 Comentários

Acho que é uma boa hora pra explicar mais ou menos as categorias para posts que já existem. Frutos de uma mente perturbada onde pululam incessantemente idéias e coisas criativas sem sentido algum. dos pequenos devaneios: estórias, histórias… tudo um … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | 2 Comentários

Casa nova.

Se eu tenho uma explicação convicente pra mudança? Acho que não. É só que eu gostei das coisas todas que o WordPress oferece e já estava cansado do Blogger e… nah! Mudar é sempre bom. Bem vindos. PS: Os comentários … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | 1 Comentário

Ainda viajando

Esta viagem última que fiz a Belo Horizonte foi arrebatadora em muitos sentidos. Conheci milhões de pessoas em duas dezenas delas – me aprofundando em quatro, que conviveram mais amiúde comigo durante os dias todos. Adorei a cidade e a … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | 2 Comentários

Acaba mas até continua.

Daí que mudou o nome. Não há momento mais oportuno pra me lembrar de que as coisas acabam (porque acabam) pra logo depois recomeçar – então, elas continuam. Simples assim. Idéia da Luciana. Aprovado pela Ana. Ia abrir outro blog, … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

Belo Horizonte, Janeiro de 2007

Vocês todos me deixaram por BH, espalhado em cada cantinho da cidade por onde passamos, vivo na memória da cidade que ainda vai me rever muitas vezes, quero crer. Hoje eu sei que vivo em BH, em Limeira, em Petrópolis … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário