Arquivo do mês: fevereiro 2005

Tchup-Tchura…

I’ll Be Your Mirror[Lou Reed] I’ll be your mirror reflect what you are, in case you don’t know I’ll be the wind, the rain and the sunset the light on your door to show that you’re home When you think … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

Ambidestro.

É um fato: a Esquerda está perdida, sem chão, caminhando no escuro; resultado da falta de um modelo que lhe dê algum tipo de respaldo, principalmente ao seu discurso – que está manco –, algo que tivesse dado realmente certo … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

Nenhuma novidade. Apenas pingos nos meus ‘Is’.

Minha péssima memória, reconhecida e “festejada” por quem convive comigo, me prega peças às vezes. Principalmente quando deixo de escrever certas coisas… Então, precavendo, escrevo: não acredito em destino, mas sim em intencionalidades. Essa história de contrapôr o acaso e … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

Pés no chão.

Eu dizia sobre realização de sonhos. E hoje, quando começo a realizar o meu maior dentre todos, me pego repetindo aquilo que todos falam (È um clichê! Sim! Um grande, imenso, portentoso, clichê.) sobre perseverança. Que, no fundo, basta querer … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

Planos, humildade, Alpes.

Ser professor, eu imagino, deve ser um jogo muito sutil de momentos gloriosos e situações horríveis. As dificuldades de tão conhecidas acabaram até mesmo por tornarem-se clichês muito utilizados por aqueles que se assustam com essa profissão. Mas há as … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

Duro? Não, mole.

Há dias eu venho torcendo pra que aconteça de surgir de repente uma pessoa com olhos mágicos – que poderiam muito bem ser dourados, ou castanhos, mas isso não importa tanto assim – sim, olhos mágicos, que enxergariam além dos … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

Porque eu acabo de olhar pro teto:

As lagartixas seriam um ponto de partida fenomenal e muito profícuo na defesa de uma tese em qualquer Ciência Humana. Não, não na Biologia, em Geografia, Sociologia, Antropologia, História… qualquer uma. Pensa: lagartixas estão em todas as casas do mundo; … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário