Arquivo do mês: novembro 2004

Ferroado

Uma abelha me picou hoje. O mais revoltante – uma das coisas que me deixou muito triste – foi saber que ela se sacrificou por nada. Eu só ia tirá-la do meu cabelo… Mas essa é uma das coisas. As … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

Triunfo

Princesa aragoneza, herdeira ilegítima do trono, presa eternamente nas torres do castelo em Saragoza, a cidade dos reis de outrora, refeita da morte prematura de seu pai, El-Rey, agora a dona de meio mundo, perdida em si, não sabendo qual … Continuar lendo

Publicado em dos pequenos devaneios | Deixe um comentário

11/12/04

Às vezes o peso das vidas que me cercam acaba me oprimindo. Hoje foi um dia desses – mas ainda bem que foi só no fim. Desde sempre eu olhei pra pessoa ao lado imaginando que ela vivia uma vida … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

Final

Num prédio em chamas uma menininha brincava no chão de seu apartamento tingido de vermelho e dourado com o vestido novo que sua mãe havia lhe comprado, mas que nunca chegaria a usar “na primeira festa”. No quarto andar, um … Continuar lendo

Publicado em dos pequenos devaneios | Deixe um comentário

Olhos de gata

Hoje me lembrei de como era bonito vê-la com cara de quem não está entendendo nada enquanto dormia. Deitado com ela na cama, a única coisa que me ocorria fazer era admirá-la… qualquer outra atitude parecia desnecessária – além de … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

Abemus, Papa

Eu falo “amanhã” porque ainda não dormi, mas já é hoje. E, sabe?, acabei de ver na TV: o Papa e um monte de “peregrinos” – foi como ele os chamou -: um monte de gente, de um monte de … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

Texto sobre “Vampiros”. Confesso que tive medo do …

Texto sobre “Vampiros”. Confesso que tive medo do tema, mas recomendo a leitura. Vão lá: 7etc.

Publicado em dos pequenos devaneios | Deixe um comentário