Arquivo do mês: outubro 2005

é, eu sonho bastante…

Como eu havia planejado, acabou dando tudo certo e eu fui assistir à palestra do professor Aziz Nacib Ab’Saber hoje, lá na Unicamp. Esse senhor (já bem avançado na idade, contando os seus oitenta e um anos) é um geógrafo … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

vlado

Das coisas mais nojentas que esse país já teve notícia: o assassinato do jornalista Vladimir Herzog nos porões do DOI-CODI, em São Paulo, completa 30 anos agora em 2005. (Mas não impune, não impunemente.) No blog do jornalista Ricardo Noblat … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

Tá, agora que já passou a onda Referendo (e que a …

Tá, agora que já passou a onda Referendo (e que a merda está feita), posso dizer uma coisa que tem-me feito dar pulinhos de alegria. É simples, não é inédita e trata-se de uma analogia das mais pobres – ou … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

a quem interessar possa:

(Um aviso: esse é um texto longo e chato, que fala sobre Geografia e questões do método científico que eu escolhi pra mim. No qual explico minha opção pelo 3, na votação que se aproxima. Se você não se interessa … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

um email.

os antigos contam que quando o sol se punha atrás das montanhas cobertas de neve, surgia a lua. eles não estavam errados. a beleza de um dia após o outro pode ser resumida num pato – pense nisso. crinas de … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

não? por quê?

Eu vou votar no Sim. E são dois grandes motivos que me movem a isso – três, talvez. O primeiro motivo, o mais grave, é não conseguir entender como as pessoas podem preferir (porque isso é questão de escolha), como … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário

one eyed guy…

“Smoking cigarrettes at your doorsteps Looking like I don’t care“ Porque, vai vendo, o grande problema dos problemas é que, por mais boa intenção que as pessoas tenham, elas não têm nada a ver com eles. Acho que foi Mário … Continuar lendo

Publicado em la comedie des jours | Deixe um comentário