“yo no veo otra salida”

já que são cinco horas da manhã e estou acordado, não me custa querer escrever. fico preocupado. não sei como será a volta à rotina. terei que acordar na hora em que tenho ido dormir… não é uma boa perspectiva. em 2007, nessa mesma época, estava me consumindo por dentro por não saber como seria. tudo. acordar muito cedo, encontrar pessoas diferentes — os alunos, os outros professores –, lidar com as obrigações burocráticas. e de tudo, acho que, no fim, bem no fim, não consegui me dar bem apenas com as malditas burocracias. hoje, a ansiedade é diferente. sei, melhor, suponho o que encontrarei baseado em alguma experiência (um ano, bem sei, mas não deixa de ser). fico aqui imaginando em mudanças que precisam acontecer nas minhas aulas. pensando em conselhos que escutei de outros, mais experientes — e, nesse processo, saudavelmente, ganho outras dúvidas. até que ponto quem me aconselha a “não ser amigo dos alunos”, por não ser essa “minha função” na escola, está correto? há um limite nessa relação? ela é meramente profissional, no sentido de que devo simplesmente transmitir os conteúdos da melhor maneira possível, sem me ater a assuntos pessoais? ser um professor é como ser um engenheiro — preciso, regrado, firme… tapado (mil perdões)? não devo conhecer meus alunos? “conhecer alunos” é “bobagem” desse povo que lê “aquele” Gilberto Freyre? sei cada vez menos. esse ano, terei uma aluna cega. completamente cega e na quinta série. informações sobre como lidar com isso, idéias de como apaixoná-la por uma Geografia que ela não vê, figurinhas pra trocar — tudo muito bem-vindo, sempre. a Cris Simon disse bem, 2007 ainda não acabou. ou é 2008 que não começa. quando começar, espero estar disposto.

Anúncios

Sobre thiago gonçalves

se tanto.
Esse post foi publicado em dos pequenos devaneios, la comedie des jours. Bookmark o link permanente.

3 respostas para “yo no veo otra salida”

  1. Cris disse:

    Ruim essa sensação, né?
    Pra mim, parece mais uma inércia cotidiana, sei lá. Eu não sei explicar isso. A questão é que me lembro de 2007 ter começado com ânimo, expectativa, energia. 2008 começou morno, sem novidades. Não tenho motivos pra pensar que vai ser um mau ano, então é nesta idéia mesmo: quando começar, que estejamos dispostos.

    = )

  2. Julie disse:

    Essa tal história da inclusao no Brasil é linda, no papel. Quando chegamos mesmo à sala de aula, ficamos todos perdidos, batendo cabeca. Nao há uma instrucao para os profesores. Nao acredito mesmo que haja uma receita de bolo para isso, mas o mínimo acho que poderia ser feito nos entido de orientar o professor.
    Quanto às dicas sobre como ser em sala de aula e lidar com seus alunos, te digo, de carteirinha: nao seja amigo deles memso. Tive essas experiencia com adultos e foi pessima, No comeco de minha carreira. Com criancas é ainda mais delicado o assunto, porque a crianca espera mesmo um pouco de autoridade, dos pais, dos professores, de qularquer um que seja mais velho. Também acho que equilibrio é tudo. Eles nao querem um carraasco na sala de aula, mas tb ninguem muito “bobo”, senao… :)
    Gostei do seu blog. parabens.

  3. Thiago Gonçalves disse:

    eu tenho uma resistência realmente grande a encarar as coisas dessa forma, Julie. “não seja amigo deles mesmo”? então cumpro uma função, sou pago pra apenas repetir o que eles poderiam aprender em leituras durante a vida, no convívio com outros? é a isso que se restringe a função do professor? a autoridade que eles esperam, conforme você diz (e outros já disseram), necessariamente extingüe a possibilidade de sermos amigos?

    realmente não sei. mas minha resistência é muito, muito grande quando penso nessa profissão – que no fim das contas, lida com gente; e “gente” inclui tantas coisas, que ultrapassam de longe o vínculo profissional e o esperado.

    mas obrigado pela visita e pelo comentário, são sempre bem-vindos. =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s