das coisas desnecessárias

Deve ser mais uma prova da minha inconseqüência, o atestado do meu comportamento certamente lunático, a “última gota” — se alguém realmente cansado das minhas excentricidades acabasse vendo –, ou é só mais uma coisa pra eu contar pra pessoas erradas e ouvir um “Thiago, como você é esquisito!”.

Há quase uma semana deixei um copo com o fundo sujo de refrigerante na mesa que fica ao lado da minha cama. Quem limpa a própria casa sabe o que deve ter acontecido. Isso, uma colônia de formigas se mudou pro copo. Milhares, milhões de formiguinhas cor de caramelo subindo pela borda do copo, descendo até o nível do líquido, lambendo, sugando, mergulhando (ou seja lá o que formigas fazem), subindo e descendo de novo, em fila, organizadamente, ininterruptamente, durante uma semana. Numa noite, enquanto lia, aproximei a luminária do copo e fiquei alguns minutos observando, respirando leve, pra não causar pânico desnecessário. O nível desceu ao longo dos dias, algumas morreram em função da tarefa arriscada (imagino que o vidro não seja algo muito aderente, mesmo pra elas), uma fina camada brilhante apareceu na superfície do refrigerante (que imagino ser saliva de formiga, e me deixa!) e…

Entretanto, apesar de tudo isso, dessa confusão, o atestado da minha insanidade é outro. Deixei o copo ali porque quis deixar as formigas felizes. Loucura, eu sei… Um copo sujo de Coca-Cola, deixado ao lado da cama por uma semana, cheio de formigas — porque queria deixá-las felizes. Nem eu mesmo acredito. Mas garanto que, no fundo, era nisso que pensava quando me decidia a tirar o copo de lá.

~. ~.~

E para ilustrar: isto.

Anúncios

Sobre thiago gonçalves

se tanto.
Esse post foi publicado em la comedie des jours. Bookmark o link permanente.

5 respostas para das coisas desnecessárias

  1. prill disse:

    eu achei muito natural… não fiquem tristes as formigas, jamais. porque não vale a pena, porque elas vivem e se deixam morrer (?)

    tchau, formigas! no dia em que você vão ter de ir. felizes… é tipo Deus indolente com Jó antes da aposta.

  2. prill disse:

    desculpa a volta:

    e acho necessário, alguém precisa pensar nas formigas que não conseguem carregar a pet de coca. e das outras também. e cuidar das felicidades poucas igual as nossas.

  3. Lucia Malla disse:

    Interessante, pq aqui em casa parece q as formigas são repelidas pela coca-cola. Acho q é pq há um excesso de doces espalhado pela casa e elas ignoram veementemente meus esforços coca-colísticos de ajudá-las. :D

    boas companhias na ‘loucura’ de transformar um pouco a vida das formigas me dão um ânimo para novas tentativas. quem sabe um bolo de cenoura com cobertura de chocolate da próxima vez? beijo, Lucia.

  4. Kinho disse:

    … é que ajudar pessoas, ultimamente, é muito arriscado, a maioria é mentirosa!!!
    Eu também ficaria com as formigas…

    não é uma questão de escolher entre uns e outros, Kinho. é só que às vezes é bom tentar a poesia em outros cantos – no caso, nas formigas. =)

  5. Realmente, Thiago, você é um cara esquisito hehehehe
    Feliz 2008 (cheinho de boas esquisitices)

    ‘brigado, Alcinéa. apesar da conclusão, acredito que você não se encaixe no grupo “pessoas erradas”… hehe… fico honrado com a visia de alguém que travou uma briga tão frutífera contra alguém tão desprezível quanto o senador José Sarney. parabéns por tudo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s