no qual me desfaço, de novo.

O Marcelo Camelo (mas talvez o Rodrigo Amarante), do Los Hermanos, escreveu uma canção chamada “Além do que se vê” (está no terceiro disco deles, o ótimo sensacional Ventura), que começa assim – os seus três primeiros versos:

Moça, olha só o que eu te escrevi
É preciso força pra sonhar e perceber
que a estrada vai além do que se vê

Longe de mim a tentativa de “decifrar” o que o Camelo quis dizer com essa letra ou o que ele sonhava enquanto a escrevia ou qualquer bobagem dessas – afinal, eu sou um fã legal do Los Hermanos.

As únicas coisas que eu queria dizer são as seguintes:

Não é mesmo nada fácil ir além do que se vê. É preciso muita força. É preciso coragem. É preciso desapego. É preciso ter medo e saber-se medroso. É preciso acreditar que há algo além do que se vê (e eu quase disse “é preciso ter fé” – só não disse porque não é preciso estar cego para poder ver). Eu tenho tentado – há 22 anos. Nos momentos em que cheguei mais perto, contei a algumas poucas moças. Apaixonado ou não por elas, transformei-as em meus relicários. Guardam (ou guardaram, não sei quantas se lembram, pra quantas isso foi realmente importante) o que de melhor eu pude “produzir”, legar, sentir… Normalmente foi escrevendo que me dei a cada uma delas. Escrever sempre foi meu modo de me deixar pelo mundo – aos poucos. Aliás, também são muito, muito poucos os meus relicários (talvez dois ou três, no máximo). Por quê? Porque sou feito de desimportâncias.

A outra coisa.

Essa banda, Los Hermanos… Quando meus filhos (filhos, Thiago?) me perguntarem sobre minhas músicas favoritas, quero lhes contar sobre essa banda. Quando eles forem contar aos colegas sobre as músicas que os pais ouvem, quero que falem sobre essa banda. Quero que essa banda os remeta à minha figura, do mesmo modo que Elis Regina me remete à figura da minha mãe e do mesmo modo que Tom Jobim me remete à figura de meu pai. As músicas dessa banda – a maior parte delas – diz o que eu diria. Os vocalistas, Amarante e Camelo, são o que eu sou – eu não duvidaria se o Amarante, mas o Camelo também, não me surpreenderia se eles próprios tivessem seus relicários. Espero não estar parecendo fã babão, porque não sou. Reconheço imensos fiascos na discografia dessa banda (aquela música do chá de habu pra curar a tosse e o chulé, pelo amor de Deus…). Mas mesmo os fiascos, são bons fiascos. Nessa música, eu só paro de cantar na parte do chulé (faço barulhos com a boca), reviro os olhos e sigo em frente. Não é mais identificação adolescente. Juro que não. É apreço por músicas repletas de poesia. Repletas da poesia que eu busco nesse mundo. A poesia que enche meus relicários. (Que pelo menos eu coloquei lá, se continua, já não sei…)

(Fica aí o registro dessa noite em que eu acreditei nisso tudo de novo. Por causa de um sorriso, por causa de algumas palavras, por causa de nada, de tudo… Aquelas coisas.)

Eu não vou mudar não
Eu vou ficar são
Mesmo se for só
não vou ceder
Deus vai dar aval sim,
o mal vai ter fim
e no final assim calado
eu sei que vou ser coroado rei de mim.

Anúncios

Sobre thiago gonçalves

se tanto.
Esse post foi publicado em dos pequenos devaneios, recomendações do tio. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para no qual me desfaço, de novo.

  1. Caja disse:

    Queridão,

    Breve, só pra vc pensar a respeito, tá?? lá vai: quem disse que o amor mais bonito é aquele em que se investiu ?? Permita-se sonhar, guarde tudo numa caixinha chamada coração, tenha tudo com muito carinho, sempre, pq é isso que se sente, e vc vai ver, quase magicamente, como tudo isso é bonito!! Amar e sofrer são duas das maiores pré-condições para que se possa dizer: sim, eu sou um ser humano, e é assim que se sente o calor dessa condição maravilhosa de se descobrir, afinal, temos alma… nunca se esqueça, ok??

    Tomara qeu eu tenha me feito entender. Despeço-me de um modo diferente, como um amigo angolano me ensinou que são as tradicionais despedidas entre amigos em seu país, a Angola (jura?? hehehe). É assim:

    “Estamos sempre juntos!!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s