poeminha filho-único e um amigo

e o vento, quando venta,
não consegue parar.
o rio, quando escorre,
não consegue parar.
ser rio ou vento,
no mais das vezes,
é difícil.

mas às vezes,
enquanto o vento venta,
enquanto o rio escorre,
uma menina de olhos negros
senta e fica olhando

o vento,
o rio.

os dedos dela, brincando
na água ou no ar,
sem saber,
sem querer,
enfeitam as duas coisas.

ela tem cabelos lisos
e o mundo nos olhos.
eu, vendo de longe,
adoro ser vento e rio.

~~~~~

aqui.

~~~~~

trocinho_verde

contribuindo pra o clima bucólico, esse trocinho verde. que achei no site da moça Elisa Sassi, ao que parece, uma grande artista, elogiada em boa parte dos sites onde fucei.

digam olá ao Sr. Trocinho Verde. que, obviamente, deve ter nome mais bonito — dado por sua criadora.

Anúncios

Sobre thiago gonçalves

se tanto.
Esse post foi publicado em dos pequenos devaneios. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s