Forza!

Não sei o que foi… Talvez a descendência, sei lá. Quando Fabio Grosso colocou aquela bola onde quis no gol do Lehman, faltando menos de cinco minutos para o fim do segundo tempo da prorrogação, eu tive que gritar, pular, chorar, abraçar os outros brasilianos que estavam por ali. Tive quê.

Foi o melhor jogo de Copa do Mundo que eu já assisti. Se a Alemanha tivesse se classificado, teria sido, também, uma das maiores injustiças do futebol de todos os tempos. Nem a Itália nem a Alemanha jogaram tanto quanto jogaram na partida de ontem em toda a Copa. Mas a Itália fez melhor a lição de casa. E a Alemanha ensinou aos nossos jogadores como se perde de pé. Foi emocionante, desesperador, asfixiante… dramático – e com um final feliz.

Mais italiano impossível.

E ainda teve o segundo gol, obra prima do Del Piero, pra fechar com chave de ouro o jogo e declarar o fim da Copa pros donos da casa.

Simplesmente fantástico.

Anúncios

Sobre thiago gonçalves

se tanto.
Esse post foi publicado em la comedie des jours. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s