murphy

Blog confessional tem (que ter) limite.

(Preciso me acostumar com isso.)

É amanhã o jogo do Corinthians e eu estou ameaçado de não ir porque o carro quebrou e tal. Carros adoram quebrar quando mais preciso deles. Pra subir uma serra vindo da praia, em dias de prova na faculdade, domingos ensolarados, terças-feiras chuvosas… eles quebram, assim, puf, e quebrou.

Era Leda e Leonor. Talvez seja só meu desespero em frente à TV. Malditas máquinas. Elas quebram. Acho que isso faz parte daquilo que elas são, não?, quebrar. Vão se desgastando, se moendo, remoendo, se trucidando, se aquecendo, se roendo, se matando. Máquinas burras. Pelo simples fato de ser máquina, me dá vontade de socar o liquidificador. No computador eu não bato – máquina gente boa, me dá coisinhas de presente; eu lhe prometo uma HD nova, ele funciona bem, nem faz barulho. Nos damos bem, eu e o PC. Agora, carros… Malditos.

Olha o nome da música que tá tocando: “Viðrar vel til loftárása“. Sei que tem algo a ver com avião. Loftárása não lembra Lufthansa? Ou é coisa da minha cabeça? Lufthwaffe. Coisas assim. São germânicos, não? Se entendem. Airplane. Talvez Flugzeug também seja uma união simples de duas outras palavras que, no fim, remetam a “avião”, como no inglês, mas em alemão é sempre tão mais imponente. Já disse que acho ridículo (aquilo que é motivador de riso, veja bem) quando algumas pessoas intercalam expressões inglesas entre os textos em português? Nunca disse? Eu me comporto, sempre rio baixinho quando vejo. Elas se acham tão importantes, essas pessoas. Mudou de música. Olsen Olsen, agora. E depois vem uma das minhas preferidas, Ágætis byrjun.

Tenho pensado muito naquilo que tento esquecer todos os dias. Acordo tentando esquecer, e o Camelo já disse, eu já repeti, mas digo outra vez: não pensar já é pensar. Então, penso. Desisto. Ah, desisto… Se é pra pensar, pensar, pensar, que pense. E que enlouqueça, já não me responsabilizo.

Se eu enlouquecer, me internem num lugar que dê vistas para um lindo lago, por favor. É um pedido. Anota aí. Não deixa me internarem num lugar sem janelas. Onde não tem janela não tem luz e sem luz… bom, deixa pra lá.

Já viu isso? Ela gostou bastante. Haha. Foi ao cinema sozinha… Podia ter me chamado. Podia mesmo. Não! Não é a mesma, não… Vê? Já enlouqueço.

Vai…

Anúncios

Sobre thiago gonçalves

se tanto.
Esse post foi publicado em la comedie des jours. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s