my tangerine


Te interessa saber sobre a minha felicidade de ter alguém a quem amar? Te interessa saber que sou um cara alegre, diferente daquele que há pouco tempo, mas bem pouco mesmo, criava monstros no próprio quarto e os alimentava com idéias as mais torpes sobre o mundo e as coisas que nele habitam?

Se te interessa, fique à vontade. Se não, que pena. Você vive de que? Se não é de alegrias e felicidades, é de que? Qual é o sentido de viver pela tristeza? Vivo me perguntando isso hoje em dia, e não encontro muita justificativa mesmo retrocedendo aos meus dias negros.

A imagem? Bom, é laranja, como a tangerina. Tangerine. A minha tangerine.

(:::)
Último Romance
[Ventura – Los Hermanos]

Eu encontrei quando não quis
mais procurar o meu amor.
E quanto levou foi p’reu merecer
antes um mês e eu já não sei…
E até quem me vê lendo o jornal
na fila do pão sabe que eu te encontrei.
E ninguém dirá que é tarde demais,
que é tão diferente assim.
Do nosso amor a gente é que sabe!

Anúncios

Sobre thiago gonçalves

se tanto.
Esse post foi publicado em la comedie des jours. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s