vlado

Das coisas mais nojentas que esse país já teve notícia: o assassinato do jornalista Vladimir Herzog nos porões do DOI-CODI, em São Paulo, completa 30 anos agora em 2005. (Mas não impune, não impunemente.)

No blog do jornalista Ricardo Noblat podem ser lidos, passo-a-passo, os momentos mercantes do crime e como foi sendo construída a mentira que posteriormente foi entregue ao povo – afirmando que o jornalista teria se suicidado em sua cela, com o cinto de seu macacão de prisioneiro, que nem cinto tinha!

Um absurdo asqueroso e pútredo, que não pode (não vai, quero crer) ser esquecido.

Culto ecumênico em homenagem a Herzog, na Catedral da Sé
Sâo Paulo – 31/10/1975 (Arquivo Agência Estado)

Anúncios

Sobre thiago gonçalves

se tanto.
Esse post foi publicado em la comedie des jours. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s