Um dia quase feliz.*

Eu não sei se os ingleses dizem, mas sei que deveriam dizer. Pois então, digo eu. Do Tâmisa vem um cheiro de mar que nos remete ao fim do mundo. Não é um cheiro forte nem tambpouco desagradável, é só o cheiro do mar gelado. Eu estou quase sentindo. Olha o cheiro, olha…

Também não sei se os franceses dizem, mas garanto que deveriam dizer. Tudo em Paris é o mais belo. A própria cidade é das mais belas. Qual o problema de pensar no Sena como sendo dos rios mais belos que se viu? Não vejo nenhum, mas quase vejo o próprio Sena.

E os portugueses? Será que sabem quão bela é a sua Lisboa num dia chuvoso? Devem saber, mas não dizem. E se eles não dizem, eu não me furto ao direito de atestar o que quase sei.

De Madrid pouco sei. Sei apenas que os espanhóis não cansam de se gabar por seu restaurante de mais de trecientos años, o Sobrino de Bodim. Mas o que fazer quando eu quase sei que o saber do ramón cerrado de lá é motivo para festejos? Apenas digo.

:::
Pensar nisso está deixando cada vez mais de ser apenas um sonho. Dá pra ser objetivo. Te digo, quase que com certeza, dá pra ser.

* Faltou pouco, muito pouco.

Anúncios

Sobre thiago gonçalves

se tanto.
Esse post foi publicado em la comedie des jours. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s