A árvore da minha vó.

Eu estou com sono. E essas teclas sujas me incomodam. De verdade. Por mais que eu limpe, elas estão sempre meio sujas. Mas eu dizia que estou com sono.

Descobri esses dias uma árvore numa rua aqui perto igual àquela que ficava na calçada da casa da minha avó em São Paulo. Eu não sei o nome da árvore e ela não tem qualquer característica mais marcante. Mas é igual à árvore da casa da minha vó – e é bom ter uma dessas por perto.

Quando eu tiver a minha casa ou um lugar parecido com isso ou uma chácara ou a minha ilha particular no Pacífico sul, vou querer duas coisas nos quintais, varandas, gramados ou afins: um chorão (aquela árvore que tem os galhos finos, todos eles virados pro chão) e uma árvore como a da calçada da minha vó. Só pra que quando for a época certa, eu possa estourar as sementinhas redondas e brilhantes de novo. Era legal. Me faz lembrar a dona Maria. E lembrar com carinho da vó é muito bom.

=)

Anúncios

Sobre thiago gonçalves

se tanto.
Esse post foi publicado em la comedie des jours. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s